Windows 11: Microsoft acaba com a possibilidade de usar o Menu Iniciar tradicional

15

Como aconteceu em versões anteriores, a Microsoft focou-se no Menu Iniciar como uma das novidades do Windows 11. Este elemento está redesenhado e foi agora colocado no centro da conhecida barra de tarefas.

Sendo uma alteração que não agradava a todos, depressa surgiram formas de a alterar e colocar na sua posição esperada. Agora, e com a primeira atualização do Windows 11, a Microsoft acabou com esta possibilidade e o Menu Iniciar volta à sua nova posição.

Por norma, as grandes discussões em torno do Windows estão focadas no Menu Iniciar. Este foi um cenário visto no Windows 8 e até mesmo no Windows 10, ainda que em grau muito menor. No caso do Windows 11 parece não ser diferente, novamente por culpa deste elemento.

A mudança que a Microsoft aplicou no Menu Iniciar na sua nova versão é o que mais é visível. Esta está no meio da barra de tarefas, com um novo layout e com uma imagem completamente diferente, concentrando também ali os últimos ficheiros abertos ou criados.

Claro que com esta versão em testes, depressa se descobriu a forma de trazer de volta o Menu Iniciar clássico, alojado do lado esquerdo da barra de tarefas. Com uma simples mudança no registo deste sistema tudo voltava à sua forma original e que muitos se habituaram a usar.

A Microsoft acabou com este cenário com a nova build Insider que lançou no final da semana passada. Esta remove de forma permanente as entradas do registo que permitiam mudar o Menu Iniciar para o seu local clássico, colocando-o no sítio original do Windows 11.

É certo que estas são builds de testes e que podem sofrer mudanças profundas ao longo do tempo, ganhando e perdendo funcionalidades. Ainda assim, esta parece ser uma mudança que a Microsoft não deverá reverter no futuro. O novo Menu Iniciar é, sem qualquer dúvida, a imagem de marca do Windows 11.

Com esta mudança a Microsoft mostra também que não quer os utilizadores a alterarem o Windows 11, em especial no registo do sistema. Este alberga componentes essenciais do sistema e que não devem ser alteradas de forma simples ou direta pelos utilizadores.

você pode gostar também