WhatsApp prepara-se para permitir migrar conversas entre o Android e o iOS

O WhatsApp tem procurado trazer aos utilizadores uma experiência de utilização mais alargada. Quer permitir que estes possam usar a mesma conta em diversos dispositivos, mas sem que dependam de ligações através de outros equipamentos.

Apesar de estar em testes de já se terem visto provas, nunca foi testada fora de um círculo limitado. Tudo aponta para que os testes continuem e que em breve surja, complementado por outra novidade. Será possível migrar conversas entre o Android e o iOS.

Difícil migrar conversas no WhatsApp

Não existe uma forma simples e direta de fazer algo que outros serviços têm acessível de forma natural. Falamos da possibilidade de fazer a migração de conversas no WhatsApp entre sistemas operativos e entre aplicações.

Existem serviços que promovem esta migração, mas a maioria são pagos ou pouco claros. O próprio WhatsApp não recomenda a sua utilização, sob pena das contas dos utilizadores serem bloqueadas. A única solução é exportar os dados, e lê-los de forma independente.

Android e iOS vão ter esta novidade

Este cenário poderá mudar em breve, segundo informações agora partilhadas. O conhecido canal WABetaInfo descobriu uma nova ferramenta que em breve poderá ser usada no WhatsApp. Esta permitirá transportar as conversas entre o Android e o iOS e no sentido oposto.

A imagem captada é de uma das versões de testes do WhatsApp para iOS, mas conta-se que exista a mesma no Android. Sempre que for detetada a configuração num sistema que não o original do WhatsApp, deverá ser dada esta opção ao utilizador.

Só falta saber como vai funcionar

Está ainda por detalhar a forma como esta comunicação será feita, podendo recorrer a uma rede WiFi local, ligação bluetooth ou usando outra rede disponível. Não se sabe também como ou quando esta novidade ficará acessível aos utilizadores do WhatsApp.

Com esta mudança, o WhatsApp garante aos utilizadores uma forma simples e rápida para estes migrarem entre dispositivos e sistemas operativos. Deixam de depender de aplicações e serviços que nem sempre são de confiança e que podem trazer problemas mais tarde.