Ucrânia fecha sistema de mineração ilegal com 3.800 PlayStations 4 e 500 GPUs

53

As criptomoedas são um assunto frequente nas notícias sobre tecnologia. Mas nem todas elas são abonatórias para os mineradores e investidores das moedas digitais.

Segundo as últimas informações, a Ucrânia fechou agora um sistema ilegal de mineração com 3.800 PlayStations 4 e 500 placas gráficas.

Ucrânia fecha sistema ilegal de mineração de criptomoedas

O Serviço de Segurança da Ucrânia (SSU) divulgou na sua página oficial que descobriu um sistema clandestino de mineração de criptomoedas. De acordo com as informações, para minerar as moedas digitais, o sistema usava 3.800 consolas PlayStation 4 da Sony.

Para além das consolas, as autoridades apreenderam também 50 processadores e 500 placas gráficas. Foram ainda levados vários equipamentos tecnológicos, como computadores portáteis, telefones e pens USB.

O sistema, por sua vez, era usado para minerar a criptomoeda Ethereum e estava localizado nas antigas instalações da JSC Vinnytsiaoblenerh, no parque industrial da cidade ucraniana de Vinnystsia. Este serviço funcionava clandestinamente pois encontrava-se a ser alimentado ilegalmente através de uma ligação à rede elétrica da cidade.

Publicações Relacionadas

Contudo, os mineradores não foram muito perspicazes e não pensaram que o pico de consumo extra de eletricidade poderia levantar suspeitas. Mas foi isso mesmo que aconteceu. A empresa responsável pelo fornecimento de energia detetou um aumento anormal e focou-se em saber qual o destino dessa mesma energia.

De acordo com as autoridades, este foi, até ao momento, o maior sistema de mineração de criptomoedas subterrâneo descoberto pela polícia ucraniana. Desta descoberta resultou assim a apreensão de quase 5.000 equipamentos informáticos.

As autoridades assumiram que o sistema foi criado por residentes de Kiev e Vinnytsia. E para ocultarem a atividade ilícita, os mineradores recorriam a meios tradicionais de contabilização de consumo elétrico. Como meio de prova, toda essa documentação foi também apreendida.

Perdas energéticas até 216 mil euros

Segundo as conclusões preliminares de especialistas, estima-se que o valor mensal de perdas consequentes destas atividades varie entre 5 a 7 milhões de UAH, ou seja, entre 155 mil e 216 mil euros. Além disso, esta prática pode ainda ter um impacto mais global, nomeadamente ao deixar mesmo alguns bairros de Vinnytsia sem eletricidade.

Os criminosos violaram assim a parte 2 do artigo 188-1 do Código Penal ucraniano, que corresponde a roubo água, eletricidade ou calor através da utilização não autorizada.

você pode gostar também