Telegram quer que as atualizações da app sejam feitas fora da Play Store da Google

41

O conselho mais vezes repetido aos utilizadores do Android é que não instalem apps fora da loja da Google. Este é o único local supostamente seguro e que dá garantia de proteção aos smartphones.

Mesmo com esta regra estabelecida e bem definida, há apps que insistem em ser disponibilizadas por outros canais. A mais recente a seguir este caminho foi o Telegram, que pede agora aos utilizadores que atualizem a sua app sem usar a Play Store da Google.

Uma mudança estranha do Telegram

O Telegram está a crescer e a ganhar cada vez mais utilizadores, à custa dos problemas que o WhatsApp trouxe a si mesmo. Esta plataforma tem assim um interesse muito grande e algum peso no mercado dos dispositivos móveis.

Esta importância parece agora ter pesado numa nova decisão do Telegram. Este serviço quer que os utilizadores do Android abandonem a Play Store da Google para aceder à sua app. A sua aposta é em fornecer a app diretamente do seu site.

App não precisa da Play Store da Google

Apesar de ainda não haver uma posição oficial do Telegram, a verdade é que este cenário está já bem visível. Na sua página dedicada ao Android, o Telegram tem agora em destaque a instalação da sua app diretamente. Apenas no final, e em rodapé, tem o acesso à loja de apps da Google.

Segundo revela na página dedicada ao Android, esta mudança quer trazer menores restrições nos conteúdos e canais do Telegram. Ao mesmo tempo, e também do que é visto, garante que existam atualizações automáticas mais frequentes da app fornecidas pelo próprio serviço.

Telegram Google app Play Store Android

Simples, mas perigoso no Android

A instalação, como se pode ver na imagem acima, é simples e rápida. Recomendam a remoção da app e a sua obtenção da página do Telegram para Android. Podem ter de autorizar o browser a instalar apps de fontes externas e depois fazer o processo de instalação.

Esta não parece ser uma ideia para garantir a proteção dos utilizadores. Ainda assim, liberta o Telegram para dar aos utilizadores funcionalidades que a Google poderia limitar ou bloquear. Abre uma porta para problemas de segurança, tal como aconteceu com o Fortnite, que acabou por entrar na Play Store da Google.

você pode gostar também