Reino Unido está pensando em criar sua própria moeda digital

As moedas digitais vem se tornando um assunto polêmico que impulsiona sempre o debate. E as partes a favor e contra deixam os seus argumentos, válidos ou não, para defender as suas convicções.

Nesse sentido, já vários países se lançaram no desenvolvimento da sua própria moeda digital. E agora é o Reino Unido que mostra intenções de criar também a sua moeda virtual que, por conseguinte, irá existir em conjunto com o dinheiro físico.

Reino Unido quer ter uma moeda digital

Depois de ter saído da União Europeia, o Reino Unido tornou-se mais autónomo para levar a cabo decisões e projetos. Assim, não vai ficar apenas a ver outros países a lançarem as suas próprias moedas digitais, e está a pensar criar também a sua.

O Banco da Inglaterra e HM Treasury anunciaram nesta segunda-feira, 19 de abril, que vão em conjunto explorar “uma nova forma” de dinheiro virtual para os setores público e privado. Para o efeito, foi nomeado um grupo de trabalho para avaliar os riscos e aspetos práticos da introdução de uma moeda digital no Reino Unido.

A equipa irá agora consultar partes interessadas nesta área, como bancos, fintechs (finanças + tecnologia), fornecedores de infraestruturas de pagamentos e empresas de tecnologia. Contudo, para já, o Reino Unido está apenas a realizar pesquisas, sem se comprometer com nada em concreto.

Moeda digital irá existir em conjunto com o dinheiro físico

Caso se concretize a criação de uma moeda digital, esta irá coexistir com o dinheiro físico do Reino Unido, em vez de o substituir. Este seria um grande empreendimento e levaria a muitas mudanças, mas os especialistas acreditam que o dinheiro virtual pode aumentar a velocidade das transações domésticas e internacionais. E pode ainda reduzir os custos e ajudar a envolver mais pessoas na economia.

Por outro lado, a implementação de uma moeda digital no Reino Unido pode prejudicar o estatuto dos bancos tradicionais, tal como os bancos centrais que ajudam a manter a estabilidade financeira.

A equipa de trabalhos vai ainda monitorizar a evolução da moeda digital internacional. Segundo o Fórum Econômico Mundial, cerca de 86% dos bancos centrais mundiais encontram-se analisando os prós e contras do dinheiro virtual.

Atualmente a China é um dos países mais avançados na implementação de moedas digitais, assim como o Japão e a Suíça.