Produção da indústria eletroeletrônica cresce 20,2% no primeiro semestre

19

A produção da indústria elétrica e eletrônica cresceu 20,2% no acumulado de janeiro a junho de 2021 em relação ao igual período de 2020, conforme o IBGE. Os dados, agregados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), mostram que o desempenho foi fruto da elevação de 24,2% da área elétrica e do acréscimo de 15,7% da área eletrônica.

É importante destacar que o resultado contou com a base fraca de comparação, uma vez que a atividade do setor no primeiro semestre do ano passado ainda estava sofrendo impacto das medidas restritivas decorrentes da pandemia de covid-19.

Publicações Relacionadas

No entanto, a Abinee ressalta que os dados são positivos também em relação ao primeiro semestre de 2019, período anterior à pandemia. Nessa comparação, a produção acumulada no primeiro semestre deste ano cresceu 2,5%. Para a associação, o setor está em recuperação e as expectativas para os próximos meses continuam favoráveis.

Os empresários do setor permanecem atentos ao avanço da vacinação no País. A indústria eletroeletrônica também vem enfrentando dificuldades com a falta de matérias-primas e componentes, principalmente semicondutores, no mercado e com a consequente alta de preços desses itens. A possibilidade de uma crise hídrica, que pode ameaçar o fornecimento de energia no Brasil, também preocupa.

No mês de junho de 2021, a produção da indústria elétrica e eletrônica cresceu 10,4% ante junho de 2020. Na comparação com igual mês de 2019, foi registrado incremento de 6,1%. Já em relação ao mês de maio, a produção de junho recuou 0,4%, com ajuste sazonal.