DIG|ME

Os ataques cibernéticos as indústria farmacêutica no combate ao Covid 19

Embora a Internet represente um importante veículo de disseminação de informação, especialmente agora, no período em que vivemos uma pandemia mundial do Covid 19, ela também tem despertado preocupação entre especialistas da saúde pública. Isso porque, é crescente o número de informações falsas a respeito das vacinas sendo divulgadas online. Não bastasse isso, existe um outro inimigo silencioso: a segurança cibernética em laboratórios e farmácias que estão sofrendo invasão de seus sistemas por ataques de hackers.

Aliás, você sabia que, de acordo com a pesquisa da BlueVoyant, ataques de hackers na indústria biotécnica e farmacêutica cresceram 50% entre 2019 e 2020? E sabia que, de acordo com a BBC e a IBM, a cadeia internacional de suprimentos de vacinas tem sido alvo de espionagem cibernética?

Para esses casos, ter uma VPN ligada é um muito importante, uma vez que as empresas poderiam navegariam de maneira segurança em diferentes sites, garantindo que hackers não interceptariam o envio de informações.

Vacinação, Fraudes e Fake News

Não bastassem os ataques às redes farmacêuticas, enfrentamos um novo “vírus”: as fraudes. É que de um tempo pra cá, em muitos países, os viajantes se depararam com uma nova exigência: certificado de vacinação e resultados negativos de testes de covid-19. Como a vacinação ainda caminha a passos lentos no Brasil, infelizmente algumas pessoas estão recorrendo ao mercado negro para comprar certificados e testes falsos.

De acordo com a Check Point Research, desde o ano passado há um crescente número de ofertas falsas  relacionadas com a pandemia do coronavírus na Dark Web. Elas vão desde anúncios de venda das supostas vacinas contra a Covid 19, quanto a venda de certificados de vacinação falsos, e resultados negativos de testes de Covid 19. Aliás, o próprio Ministério da Saúde Brasileiro e a Anvisa lançaram campanhas de alerta para venda de vacinas falsas na internet. 

Um outro ponto que merece atenção da população é em relação a Fake News referentes a vacinação: as notícias falsas surgem todos os dias para gerar pânico e alienar a população sobre os reais problemas da doença. Além disso, elas também podem gerar prejuízos financeiros já que criminosos da internet aproveitam a curiosidade do público sobre esse assunto para roubar dados e aplicar golpes.

Tome cuidado onde você navega

Os dados reforçam um alerta que precisa ser repetido porque ainda há muita desinformação circulando na internet: nenhuma vacina contra a Covid 19 sem registro ou autorização para uso emergencial pode ser comercializada em nosso território. Além da proibição por lei, o que configura um crime, é importante ressaltar que a aquisição de um medicamento sem registro ou autorização pode trazer riscos à saúde de quem toma a substância. 

Quanto aos certificados de vacinação falsos e resultados negativos falsos de testes de Covid 19, também é importante destacar que a prática também configura crime, além de também trazer riscos à população em geral. 

Como se proteger?

Por mais ansioso que você esteja esperando pela vacina, é importante não perder de vista os riscos da visita a sites estranhos, e da negociação de artigos na Dark Web. Compras no mercado negro são ilegais, não têm nenhuma garantia de procedência, de entrega ou de qualidade. Aliás, como já ressaltamos aqui, a compra de documentos ou remédios falsificados, neste caso, representa um risco à saúde pública. 

A melhor forma de se proteger é aguardar pelos calendários de vacinação oficiais, e apenas obter informações em sites confiáveis, como de grandes portais de informação e sites governamentais.

Conclusão

Com tanta informação sendo compartilhada em grupos de WhatsApp, sites duvidosos e links compartilhados, é ideal estar sempre atento aos seus dados. Tome cuidado com os sites que você navega, mantenha o seu sistema operacional e o seu antivírus sempre atualizados, guarde bem suas senhas, e não compartilhe suas informações online quando você desconfiar de que sua segurança pode estar sendo comprometida. Tomar cuidado nunca é demais!

Sair da versão mobile