Netflix está perdendo terreno para Disney+, HBO Max e Apple TV+

Quando se fala em serviço de filmes online, o nome mais falado é sem dúvida a plataforma Netflix. Nos últimos tempos esta plataforma foi líder isolada, mas a tendência está mudando.

A Netflix tem acompanhado o crescimento da concorrência, onde se destacam as plataformas Disney+, HBO Max e Apple TV+.

A Netflix tem vem perdendo terreno no mercado de streamig nos EUA no último ano. Segundo os dados, a queda neste último ano foi significativa, e a “culpa” é dos novos concorrentes, como Disney+, HBO Max e Apple TV+.

De acordo com um estudo da consultora Ampere Analysis, que foi publicado nesta terça-feira pelo diário The Wrap, a quota de mercado de Netflix passou de 29% no início do ano passado para 20%. A plataforma continua liderando, com 74 milhões de assinantes nos EUA, mas os assinantes, somados aos existentes em outros países, totalizam mais de 203 milhões de clientes em todo o mundo.

Em segundo lugar, surge a Amazon Prime Video. Esta plataforma tem agora 16% do mercado, tendo também uma descida considerável dado que no início de 2020 representava 21%, com os seus mais de 50 milhões de utilizadores. A plataforma de streaming Hulu, uma plataforma que só está disponível nos EUA e agrega conteúdos de várias estações televisivas, mantém-se em terceiro lugar. você pode se tornar um assinante clicando aqui!

Segundo o estudo da consultora, a plataforma Hulu irá perder o terceiro lugar em breve para a plataforma Disney+ (esta plataforma está disponível há cerca de um ano e meio). O serviço de conteúdos da Walt Disney alcançou em março os 100 milhões de assinantes a nível global, dos quais 40 milhões nos EUA, após 16 meses de existência, número acima das estimativas iniciais.

Os novos concorrentes, como Apple TV+, da Apple, HBO Max, da WarnerMedia, Peacock, da NBCUniversal, e Paramount+, da Viacom CBS têm mostrado um crescimento mais lento, que deverá continuar  à medida que expandem a sua oferta. O crescimento destas plataformas contribuirá para a fragmentação do mercado.