Neoenergia investe em tecnologia móvel para gerenciar projetos de obras

17

Os projetos de expansão e melhoria das redes de distribuição da Neoenergia ganharão um aliado, uma tecnologia que permite a gestão e coleta de dados em campo por meio de uma solução de mobilidade para o processo de obras. Com isso, o atual método, feito de forma manual e em papel, será substituído por tablets com uma solução mobile integrada.

A inovação, que será utilizada pelos projetistas no desenho de obras e atualização da rede, irá resultar na melhoria da produtividade da equipe, oferecendo uma base de dados mais eficiente e precisa. O sistema já roda na Elektro (SP e MS) e chega em uma versão atual nas distribuidoras Coelba (BA), Celpe (PE) e Cosern (RN), com previsão de expansão das funcionalidades da tecnologia nas concessionárias ainda em 2021. O sistema deve ser implementado, ainda, não Neoenergia Distribuição Brasília (DF).

Publicações Relacionadas

A solução de mobilidade para o processo de obras funciona da seguinte forma. O projetista acessa o sistema por meio de login no tablet. No aparelho, ele visualiza todas as atividades do dia, com as informações das notas de serviços e a localização. Essas solicitações que vão para o projetista têm duas origens. A primeira é por meio do atendimento ao cliente, a partir do qual os consumidores podem solicitar serviços, a exemplo de realocação de poste e pedidos de extensão vindos de grandes clientes como indústrias. A segunda é a partir das constantes obras que a Neoenergia realiza de forma a melhorar e expandir a rede de distribuição. Com esse pedido disponível no tablet, o projetista vai a campo fazer o levantamento do projeto, analisando a situação do local antes de executar a obra e ainda contribui na atualização do cadastro técnico.

“A tecnologia oferece algumas funcionalidades que contribuem no trabalho do projetista. Entre elas, a informação geográfica precisa do local onde ele precisa avaliar. Até então, o endereço vinha na nota de serviço em papel e o projetista precisava procurar na internet mais detalhes caso fosse necessário. Agora, ele visualiza tudo diretamente no sistema. Além disso, com o tablet em campo, ele já pode ir fazendo as anotações do serviço enquanto faz a avaliação, o que otimiza o tempo e a produtividade. Antes, essas informações eram anotadas em papel e depois transcritas para o sistema no computador quando o projetista voltava para o escritório”, explica o engenheiro da Neoenergia e gerente do projeto, Ananias Marques.

A vantagem também se aplica a possibilidade de o projetista em campo fazer a gestão do serviço, que é compartilhado com a equipe que fica no escritório. Isso é possível pela sincronia da tecnologia no tablet com o sistema no escritório, o que permite não apenas a consolidação das etapas do projeto, como também procedimentos e metodologias de orçamento para a execução da obra. “A nova tecnologia traz mais rapidez, precisão e conversão com os demais sistemas da Neoenergia, assim como a padronização e validações técnicas normatizadas das informações. É possível fazer a atualização cadastral dos ativos de rede por meio dos pontos mapeados, além de melhorar a eficiência do processo pela integração e controle de qualidade”, afirma o superintendente de Processos Técnicos e Sustentabilidade da Neoenergia, Dayson Arantes.

A implantação da solução mobile passou por uma série de fases, entre testes de usabilidade, aplicação e treinamento dos projetistas. Nos estados da Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte, a 1ª fase contempla a entrega de 400 tablets para serem utilizados em campo. Ao total, o sistema vai otimizar o trabalho de 1.400 colaboradores nas três distribuidoras – Coelba, Celpe e Cosern. Ainda em 2021, será atualizada a versão do sistema na Elektro, além da função de inspeção de redes que será incorporada na tecnologia para uso nas quatro distribuidoras da Neoenergia.