Município de São Simão recebe ponto de acesso do programa Wi-Fi Brasil

26

O distrito de Itaguaçu, localizado no município goiano de São Simão, recebe nesta quinta-feira (4/3) sinal de internet livre do programa Wi-Fi Brasil, durante inauguração do terminal ferroviário da cidade, com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, e do ministro das Comunicações, Fábio Faria.

A antena, o roteador e os aparelhos necessários para captar o sinal do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) estão instalados na subprefeitura do distrito. O ponto de acesso irá beneficiar mais de mil pessoas, com internet de 20 mega de velocidade e ilimitada. A região, forte na agropecuária, focada no gado de corte e na cultura da cana-de-açúcar, não é atendida por fibra ótica ou sinal de dados móveis. O ponto instalado nesta quinta é o primeiro de São Simão. Em Goiás, há 141 unidades com o Wi-Fi Brasil, a maioria em escolas.

O Leilão do 5G será um marco muito importante neste ano, para que o presidente Bolsonaro possa entregar um Brasil 100% conectado, disse Fábio Faria.

 “Nós temos no Brasil quase 20% da população brasileira sem internet. E o leilão do 5G, além de trazer uma tecnologia, que vai interligar as coisas, que vai ajudar as indústrias, as empresas. Por exemplo, você vai conectar desde a sua produção até a venda final e vai conseguir saber tudo que está acontecendo com a sua cadeia de suprimento, com a sua cadeia produtiva. Vai ser uma revolução para o país”, destacou o ministro.

Publicações Relacionadas

Por todo o país, o programa tem movimentado as comunidades locais, conectando os moradores ao restante do país e do mundo. Com acessos feitos, majoritariamente, a partir de celulares, a internet oferecida pelo satélite leva entretenimento, notícias, comunicação instantânea por mensagem, serviços bancários e muito mais.

O programa Wi-Fi Brasil
Atualmente, há mais de 13 mil pontos do programa espalhados por mais de 2.900 cidades brasileiras. Os equipamentos públicos mais atendidos são as escolas, onde estão instaladas mais de 9.600 antenas, especialmente em regiões rurais, além de postos de saúde, com 1.200 unidades. O programa atende também aldeias indígenas, quilombos, telecentros, postos de fronteira, entre outros.

Fonte: MCom

você pode gostar também