Mercado mundial de IaaS cresceu mais de 40% no ano passado

18

Os cinco principais provedores responderam por 80% da receita total de mais de US$ 64 bilhões; Amazon encabeçou o ranking, seguida da Microsoft

O mercado mundial de Infraestrutura como Serviço (IaaS) cresceu 40,7% em 2020 e movimentou US$ 64,3 bilhões, ante US$ 45,7 bilhões em 2019, de acordo com um levantamento divulgado pelo Gartner. A Amazon Web Service (AWS) manteve a primeira posição no mercado de IaaS em 2020, seguida pela Microsoft, Alibaba, Google Cloud e Huawei. “Os provedores de hiperescala continuam a construir Nuvem distribuída e soluções de ponta que estendem o alcance da Nuvem pública em locais privados e locais, atendendo às necessidades das organizações relacionadas à soberania de dados, portabilidade de carga de trabalho e latência de rede”, disse Sid Nag, vice-presidente de Pesquisa no Gartner. “Esse fato, juntamente com a dependência da Nuvem pública pela maioria das organizações durante a pandemia, levou a outro ano de crescimento duplo do mercado digital em 2020”, explicou.

Em 2020, os cinco principais provedores de IaaS respondiam por 80% do mercado e quase 90% de todos os provedores de IaaS apresentaram crescimento.

A AWS continuou a liderar o mercado mundial de IaaS com US$ 26,2 bilhões de receita em 2020 e 41% de participação de mercado. O crescimento de 28,7% da AWS foi ligeiramente mais lento do que o do mercado, com o crescimento das vendas refletindo principalmente o aumento do uso do cliente.

Publicações Relacionadas

A Microsoft manteve a segunda posição na participação de mercado IaaS com quase 60% de crescimento, atingindo US$ 12,7 bilhões em receita em 2020. A crise sanitária global e a interrupção nos ambientes de trabalho durante a era pandêmica impulsionaram o aumento da demanda de clientes existentes do Microsoft Azure para migrar a missão – cargas de trabalho críticas, como de aplicativos de Saúde com bots assistidos por IA, gêmeos digitais na manufatura e comércio eletrônico no varejo.

O provedor IaaS dominante na China, o Alibaba, cresceu 52,8% em 2020 com receita ultrapassando US$ 6 bilhões, ante US$ 4 bilhões em 2019. Em 2020, o Alibaba viu sua maior taxa de crescimento na vertical de Educação em 105%, impulsionado por downloads da DingTalk, plataforma de comunicação e colaboração da provedora, que foi muito utilizada por funcionários e alunos que trabalham e estudam em casa.

Após seu segundo ano consecutivo de crescimento de mais de 200% no mercado de IaaS, a Huawei se classificou entre os cinco principais fornecedores de IaaS pela primeira vez em 2020, com receita de US$ 2,7 bilhões. Mais de 90% dessa receita vem da Grande China, uma região que continua tendo um rápido crescimento do mercado de Nuvem. “Depois de 2019, a Huawei fez uma mudança difícil, deixando de vender equipamentos para investir pesadamente em seus negócios de serviços em Nuvem, que estão começando a render resultados”, disse Nag.

A receita de IaaS do Google cresceu 66% para chegar a quase US$ 4 bilhões em 2020. Os gastos dos setores de Varejo, Governo e Saúde ajudaram a impulsionar o crescimento do Google em IaaS em 2020, assim como seu foco no suporte ao desenvolvimento e implantação de aplicativos em Nuvem em um híbrido e modelo multicloud.

“A era dos CIOs que investem em Nuvem IaaS e Plataforma como Serviço (PaaS) discretamente acabou”, disse Nag. “Embora o mercado de Nuvem continue a crescer, a oportunidade real para os provedores vem do crescimento em mercados de tecnologia adjacentes à Nuvem, como Edge, 5G e IA, à medida que os CIOs procuram investir em tecnologias que atendam a seus casos de uso complexos e emergentes”, finalizou o executivo.