GTA V ganha cenas super realistas graças a tecnologia da Intel

Através de machine learning e neural network, a Intel conseguiu criar cenas extremamente realistas no jogo Grand Theft Auto V. Confira todos os detalhes!

Exemplo de imagem diferenciando os gráficos normais de GTA V sem alterações e com alterações através da tecnologia da Intel. Fonte: Intel

Mesmo que os videogames de última geração Xbox Séries X e PlayStation 5 apresentem gráficos impressionantes, as imagens geradas ainda não chegam ao ponto de se parecer e até se confundir com o mundo real. Pensando em uma solução para que haja uma aproximação dos jogos com a realidade, os pesquisadores do Intel Labs utilizaram machine learning em conjunto com filmagens para trazer uma cena extremamente realista ao jogo Grand Theft Auto V, mais conhecido como GTA V.

Embora tenham surgido grandes avanços que permitiram que os jogos se aproximassem ainda mais da realidade como, por exemplo, o Ray Tracing, que traz um comportamento mais realista para sombras e reflexos da luz, ainda há aspectos que deixam a desejar para tenhamos cenas realistas. Uma solução para melhorar essa qualidade seria o streaming de jogos, pois os games rodam a partir de máquinas potentes há milhares de quilômetros de onde a pessoa está jogando. Porém, a pesquisa da Intel vai mais além na solução e oferece uma proposta ainda mais inteligente.

Como funciona

Através do Cityscapes Dataset, uma coleção de imagens capturadas através de uma câmera embutida em um carro no centro urbano de uma cidade na Alemanha, o Intel labs utilizaram machine learning para treinar uma rede neural (neural network). Desta forma, foram processadas imagens através do motor gráfico de GTA V, dados da própria engine utilizada pelo jogo e as cenas do mundo real analisadas pela neural network. Embora esta descrição seja grosseira, o resultado foram cenas impressionantemente realistas, apresentando uma superfície do asfalto mais próxima da realidade, assim como os veículos e a paisagem ao fundo.

Confira abaixo o vídeo de demonstração e explicação sobre o processo feito pelo Intel Labs: