GlobeNet escolhe Equinix para sistema de cabo submarino entre Brasil e Argentina

Denominado Malbec, novo gateway digital de alta velocidade irá dobrar a capacidade para a Argentina

A Equinix, empresa mundial de infraestrutura digital, anunciou hoje (4/5) que fornecerá serviços de data center de última geração em apoio ao sistema de cabo submarino Malbec implantado pela GlobeNet entre Brasil e Argentina, conectando-se com a rede GlobeNet existente. A GlobeNet selecionou os Data Centers International Business Exchange Equinix SP2 e SP4, em São Paulo, para implantar POPs adicionais no Brasil e aumentar o alcance de interconexão do Malbec.O impacto positivo na conectividade para a região será enorme, já que o cabo Malbec dobrará a capacidade disponível para a Argentina. O cabo aproveitará o Spatial Division Multiplexing (SDM), bem como a última geração de repetidores e transponders. Espera-se também que o Malbec melhore a confiabilidade e a resiliência dos provedores de serviços de Internet. A NERA Economic Consulting estima que o novo cabo aumentará a penetração da Internet na Argentina em 6%, e em 3% no Brasil.“O Malbec estenderá a rede da GlobeNet para mais de 26 mil quilômetros, conectando a Argentina com o Brasil, os Estados Unidos, o resto das Américas e os principais pontos de Internet exchange (IXs) na Europa, aproveitando a tecnologia de ponta para entregar as menores latências possíveis. O Malbec possui backhauls redundantes em Las Toninas – Buenos Aires e na Praia Grande – São Paulo, além de pontos de presença (PoPs) em Buenos Aires e em São Paulo. No Brasil, o Malbec inclui uma nova rota submarina entre as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, ambas com conexões diretas com Fortaleza. Esse projeto demonstra o compromisso contínuo da Globenet em investir na melhoria dos ecossistemas de conectividade e data center da América Latina”, afirma Eduardo Falzoni, CEO da GlobeNet.“Há um tráfego de comunicações significativo entre Brasil e Argentina, duas das maiores economias da América Latina, e esse tráfego continuará crescendo nos próximos anos. Além disso, o Brasil está se tornando um polo na região para gigantes globais de tecnologia, o que torna ainda mais importante a conexão de alta performance com outros países da América Latina”, analisa Eduardo Carvalho, presidente da Equinix no Brasil.A Equinix já foi selecionada como parceira de interconexão em mais de 40 projetos de cabos submarinos. Instalar estações nos Data Centers da Equinix aumenta o acesso da GlobeNet a um ecossistema denso de provedores de serviços de cloud e de rede, clientes do setor financeiro, mídia, entretenimento, jogos e comércio eletrônico na Plataforma Equinix.Tráfego em alta na América Latina

Os cabos submarinos são fundamentais para a conectividade global, uma vez que 99% do tráfego intercontinental atravessa um deles, com aproximadamente 1% do tráfego restante sendo transportado por meio de sistemas de satélite.

Estima-se que o mercado global de cabos submarinos atinja US$ 22 bilhões até 2025, mais que o dobro de 2019, e US$ 30 bilhões até 2027, de acordo com a Norton Rose Fulbright. Uma parte significativa desse crescimento está nos cabos que conectam a América Latina ao resto do mundo.

Os cabos submarinos fundamentais para o crescimento econômico da América Latina devem exigir mais de US$ 1 bilhão em novos investimentos nos próximos três anos. O aumento da demanda por conectividade na região é impulsionado pelo crescimento de serviços como streaming de vídeo, redes sociais, serviços de videoconferência e 5G.

De acordo com o Global Interconnection Index (GXI) Volume 4, um estudo de mercado anual publicado pela Equinix, a interconexão deve crescer a uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 50% na América Latina entre 2019 e 2023. Os setores de conteúdo e de mídia digital devem crescer a uma CAGR de 62% em cinco anos, resultando na maior taxa de expansão de todos os setores, em todas as regiões. Buenos Aires, Cidade do México, Rio de Janeiro e São Paulo devem ser as principais áreas metropolitanas nessa região em crescimento de velocidade de interconexão.