Empresa chinesa lança o smartphone 5G mais acessível do Brasil

76

A fabricante de celulares chinesa Realme, ainda novata no mercado brasileiro, anunciou nesta tarde o lançamento do smartphone Realme 7 5G. Como o nome sugere, o aparelho tem a proposta de democratizar o acesso a esta rede em território nacional. O smartphone chega ao mercado com display de 120 Hz, bateria de 5.000 mAh e câmera de até 48 MP pelo preço sugerido de R$ 2.599. Consumidores poderão comprá-lo à vista por R$ 1.899 até 12 de abril.

Realme 7 5G está disponível nas cores prata radiante e azul névoa. (Foto: Divulgação/Realme)

O gerente de canais da Realme, Marcelo Sato, disse que o novo produto chega para ser “o smartphone 5G mais acessível do país”. Hoje em dia a Motorola atua neste segmento com valores mais competitivos: o Moto G 5G sai a R$ 2.300 e a versão Plus custa R$ 2.499.

O Realme 7 5G está disponível nas cores prata radiante e azul névoa. O display de 6,5 polegadas e resolução 2400 x 1080 pixels se destaca pela taxa de atualização de 120 Hz. Na prática, o consumidor perceberá movimentos e gráficos mais fluidos em vídeos e games. O recurso costuma ser visto em celulares voltados ao público gamer.

Publicações Relacionadas

Com processador MediaTek Dimensity 800U, o Realme 7 5G promete excelente desempenho de rede e suporte a Dual 5G SIM, o que permite o celular de navegar pela rede 5G por qualquer um dos chips – não será preciso se atentar a este detalhe ao abastecer a bandeja de chips. A ficha técnica menciona memória RAM de 6 GB e armazenamento de 128 GB, com suporte a cartão microSD de até 256 GB.

Na traseira fica a câmera quad segue o seguinte formato: Principal de 48 MP (f/1.8); Ultra wide de 8 MP (f/2.3); Macro de 2 MP (f/2.4); Sensor de profundidade de 2 MP (f/2.4); Já a câmera frontal tira selfies de 16 MP (f/2.1).

O Realme 7 5G também traz promessa de vida útil mais duradoura devido à bateria de 5.000 mAh e oferece carregador Dart Charge de 30W que dá carga de 50% em apenas 26 minutos. Segundo Sato, ele chega a 100% em até 65 minutos. O Android 10 marca presença e a atualização para Android 11 está em vias de ser liberada, segundo a empresa.

A Realme tem se esforçado para aumentar a presença no mercado brasileiro, mesmo sendo uma entrante neste mercado. É importante apontar, porém, que a rede 5G ainda não está habilitada no Brasil e tem previsão de ampla abrangência apenas para o ano que vem.

No mês passado, a fabricante teve o modelo Realme GT banido pela AnTuTu depois de uma denúncia de que a marca estaria forjando bons desempenhos.

você pode gostar também