Como o TikTok influencia a música e vice-versa

33

Roberta Guimarães, head de conteúdo musical do TikTok Brasil, comenta o impacto da plataforma no mercado musical e as boas práticas na divulgação de músicas

Desde 2020, quando o TikTok obteve um crescimento exponencial no seu número de usuários auxiliado pela pandemia e busca de internautas por entretenimento, a plataforma tem provado ser um grande player que define o sucesso de uma música.

(Crédito: Reprodução/Nathan Apodaca/Lil Nas X/Doja Cat)

As músicas mais populares são, com grande frequência, músicas que foram abraçadas pelos usuários em coreografias, correntes e desafios. Uma prova concreta foi a ascensão do single “Dreams”, do Fleetwood Mac, à posição 21 da Billboard Hot 100 após um skatista e criador de conteúdo ter publicado um vídeo cômico dublando a música que foi lançada há 40 anos.

As gravadoras e artistas já incluíram planos de marketing específicos para o TikTok, incluindo a criação de coreografias para os usuários replicarem ou versos que podem viralizar. O pós-viral também é levado em consideração. A cantora Doja Cat, após ter sua música “Say So” popularizada na plataforma, criou o videoclipe oficial da música com a coreografia que os usuários criaram para o single. Outros artistas publicam compilados das produções dos usuários com sua música.

Do outro lado da ponta, Roberta Guimarães, head de conteúdo musical do TikTok Brasil, afirma que a plataforma trabalha diariamente com as gravadoras, distribuidoras e artistas independentes informando-os sobre movimentos e tendências no TikTok, compartilhando as melhores práticas, oferecendo suporte e identificando criadores de conteúdo que podem trabalhar em ações com artistas ou para determinada canção. A empresa da Bytedance ainda planeja estar presente em feiras de música, eventos de tecnologia ou conteúdo como forma de estar acessível e compartilhando conhecimento.

Roberta Guimarães comenta a influência da plataforma no mercado musical e as boas práticas na divulgação de música no TikTok.

Quando começaram a perceber a influência do TikTok nos charts de músicas? Houve algum acontecimento específico que marca isso?
O Tiktok sempre teve a música em seu DNA, então já era esperado que os movimentos musicais que estavam acontecendo ganhassem destaque na plataforma. Por ser uma plataforma global, que é utilizada por usuários no mundo todo, é bem difícil a gente escolher um momento, especificamente, em que isso começou a acontecer. Mas, se tivéssemos que escolher um destaque, de um momento global, seria “Old Town Road”, do Lil Nas X. Podemos considerar essa música como um marco, onde o TikTok começa a ser essa plataforma de descoberta de talentos e de hits locais e globais que conhecemos hoje.

Publicações Relacionadas

Outro fator importante é que, com a chegada da pandemia, o TikTok começou a ser o local de descoberta principal para novos artistas e músicas. Sem shows, festivais, festas, encontros de amigos, o TikTok assumiu esse papel de apresentar novos artistas, músicas e tendências. Se transformou em um importante agitador cultural na parte musical e foi responsável por muitos dos hits dos últimos 18 meses.

O quão grande é essa influência?
O TikTok é um grande condutor de tendências e viralização, que tomam conta de toda a internet, ainda que não seja o único fator para isso. Elas geram publicações que atingem milhões de pessoas, conectando artistas e fãs, criando conversas e narrativas únicas que representam um momento social de unidade e participação. Além disso, as músicas geram algo que vai além de apenas uma tendência, elas criam um momento cultural, contando histórias que se conectam tanto com as letras e danças, como com o movimento gerado por elas. Logo, essa influência é muito difícil de mensurar. Mas acho que fica claro quando hoje olhamos para o Top 50 dos principais charts de música e notamos que pelo a grande maioria das músicas saiu daqui ou se potencializou através do TikTok. Há duas semanas atrás, as 3 primeiras músicas mais consumidas nos streamings, no Brasil, começaram a se destacar dentro do TikTok.

O que os usuários buscam em termos de música?
O TikTok é uma plataforma plural, o que significa que os usuários buscam exatamente por diferentes estilos, do brega ao eletrônico, do Rock ao Sertanejo. Temos casos de todos os gêneros da música no aplicativo. Na plataforma, os usuários podem encontrar ou descobrir músicas com diferentes batidas, ritmos e sons, novidades desse universo, artistas já consagrados ou emergentes. Cada usuário busca consumir aquilo que tem mais a ver com a sua essência, com o seu gosto pessoal, que representa uma emoção, uma situação, um momento ou uma necessidade. É claro que, como em qualquer momento na história da música, sempre temos os gêneros e ritmos que são os do momento, e o TikTok não fica de fora disso. Forró, Brega, Funk, Sertanejo são ritmos bastante emergentes e proeminentes na plataforma.

Como funciona a presença de músicas na plataforma? A gravadora sobe os áudios e é isso? Elas têm algum tipo de monetização?
Sim, gravadoras e distribuidoras são nossas grandes parceiras. Trabalhamos com eles dia a dia em cima de movimentos que estamos vendo na plataforma e mantemos eles informados do que acontece dentro do TikTok. Temos os mesmos tipos de contratos, como qualquer outra plataforma de música digital.

Vocês firmam parcerias com artistas e gravadoras? Se sim, de que tipo e como ocorre essa parceria? Pode dar exemplo de algum projeto?
Como falamos, as gravadoras, assim como os artistas independentes e os talentos que identificamos na plataforma, são os nossos grandes parceiros. Nós sempre buscamos atuar junto a eles para ajudar na adoção da plataforma como ferramenta de crescimento e promoção de músicas e carreiras artísticas. Estamos sempre presentes para partilharmos as melhores práticas com os artistas, para vermos como podemos desenvolver experiências únicas para os fãs dentro do TikTok e como conseguimos dar suporte e assistência para um novo talento, por exemplo.

Queremos também estar presentes e disponíveis em feiras de música, eventos de tecnologia ou conteúdo, por exemplo, como uma forma de estar acessíveis e compartilhando conhecimento. Estamos sempre trabalhando em novas formas de levar a melhor educação e as melhores práticas de uso para mais artistas, através de conteúdo digital e formações online. Apoiamos, também, ajudando a identificar criadores que podem ser adequados a uma ação com artistas ou empresas de música. A ideia é que nosso universo de criadores esteja cada vez mais acessível e ligado aos criadores de músicas. Muitas vezes eles são, inclusive, diretores artísticos de projetos com músicos, já que são grandes especialistas na linguagem e na relevância cultural dentro da plataforma.

Quais são os desafios para bombar uma música no TikTok? E quais são as boas práticas?
Para uma música ganhar destaque na plataforma, ela deve ser abraçada pela nossa enorme comunidade de criadores de conteúdo. Recentemente, músicas como “Bipolar”, “Tipo Gin”, “Vai Bebê Volta Neném” atingiram o topo dos streamings. Toda a movimentação para o sucesso dessas músicas começa dentro da comunidade do TikTok. É realmente uma reação em cadeia. Se eu te falar que tem uma fórmula, vou estar mentindo, mas existe um fator comum que é a participação dos artistas e a geração de conteúdo por eles. Os artistas sempre serão o agente principal da comunicação de suas próprias músicas. Além disso, a audiência do TikTok gosta do que é real, então, para um artista criar relevância na plataforma ele precisa estar conectado e ele pode fazer isso de diversas maneiras: interação com as trends, interação com os fãs, estimular os fãs a usarem a criatividade, estar presente.

Sobre a música ainda, é necessário selecionar bem a seção que estará disponível na plataforma. Entenda qual parte da sua música pode ser estimulante em um vídeo. Depois disso, é fundamental pensar e propor conteúdo criativo usando sua própria música. Para expandir esse movimento criativo, incentivar a criatividade de sua própria base de fãs (dentro e fora do aplicativo) é um excelente começo. O sucesso no TikTok pertence aos usuários e, especialmente, aos criadores de conteúdo. São eles que criam, adotam e ampliam tendências. Como plataforma, somos muito neutros nesse papel, trabalhando mais na identificação e expansão do que já faz sentido para a nossa base.

você pode gostar também