Bitcoin afunda! Selloff no mercado das criptomoedas

38

Quando tudo fazia prever que os próximos tempos iriam ser bons para os investidores de criptomoedas eis que chegam más notícias. O mercado das criptomoedas está sob pressão por causa do intenso movimento de vendas o que levou a um crash nos preços.

Além disso, El Salvador introduziu oficialmente a Bitcoin na sua economia… só que o sistema não aguentou.

Bitcoin afunda mais de 8%

O mercado das criptomoedas está de novo em quebra. El Salvador registou problemas graves na app que dá suporte à carteira digital da moeda digital Bitcoin.

Publicações Relacionadas

De relembrar que o governo de El Salvador aprovou, em junho, uma lei que previa a aceitação de bitcoin enquanto moeda legal, assim como acontece com o dólar americano. Apesar da vontade governamental, alguns cidadãos estão descontentes e alegam desconhecer a criptomoeda. No entanto, a Bitcoin passou mesmo a fazer parte da economia de El Salvador.

De acordo com o portal Coinbase, a Bitcoin teve uma quebra superior a 8%. A Etherum e Cardano tiveram, até ao momento, uma quebra de quase 13% e 15%, respetivamente. A culpa é do enorme movimento de liquidação de criptomoedas, um processo designado de Selloff.

A base da Bitcoin assenta no sistema Peer-to-Peer (P2P). O P2P é um sistema que não prevê a existência de uma autoridade central que controle a moeda ou as transações, como acontece com as outras moedas (por exemplo, o Euro é controlado pelo Banco Central Europeu).

Ao invés, a criação de moeda e as transferências baseiam-se numa rede de código aberto em protocolos cifrados que constituem a base da segurança e liberdade do Bitcoin, fazendo com que as transações sejam instantâneas entre os utilizadores.

A 31 de outubro de 2008, um documento com o título: “Bitcoin: A Peer-to-Peer Electronic Cash System” foi publicado num grupo de distribuição automática de mensagens eletrónicas por alguém chamado de Satoshi Nakamoto, atualmente referenciado como sendo o criador da Bitcoin e cuja verdadeira identidade é ainda desconhecida.

você pode gostar também