Anatel registra decodificador “Globo.com”, mas emissora nega serviço de IPTV

21

Um registro curioso na Anatel aconteceu na tarde desta segunda-feira (29): um “TV Box” com menções a “Globo.com” sugerem um sistema de IPTv da Globo.

Anatel registra “decoder” para possível IPTV da Globo. 

No fim da tarde desta segunda-feira (29), um registro no mínimo curioso foi feito da base de dados da Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel. Um equipamento de nome “Globo.com” apareceu recebendo a Certificação de Conformidade Técnica emitido pelo órgão regulador brasileiro, revelando o possível interesse da emissora Globo de televisão em apostar suas fichas no mercado de IPTV com dispositivos físicos.

Anatel registra “decoder” para possível IPTV da Globo

O equipamento homologado trata-se de um decodificador que carrega o nome “Globo.com”, além de fazer outros tipos de menções a TV Globo. Todavia, estas são as únicas informações disponíveis no documento sobre o tal TV Box da emissora. E assim nasce a dúvida: será que esse decodificador tem relação com a possibilidade da Globo ofertar serviços de TV por assinatura?

As imagens revelam que o equipamento se trata de um Kaon KSTB4184, com saídas RCA composto e HDMI. Os documentos ainda falam sobre uma configuração de 512 MB de RAM, mas não revelam mais detalhes sobre sua ficha técnica.

Anatel registra decoder da “Globo.com”, possível IPTV da rede Globo. (Imagem:Reprodução/InsiraFicha)
Publicações Relacionadas

IPTV da Globo?

Dentre os anexos disponíveis no registro da Anatel, observamos a presença de um manual que pode nos ajudar a tirar essa dúvida. Uma rápida descrição do equipamento cita que ele não tem relação com “prestação do Serviço de Acesso Condicionado“, ou seja, TV paga. Assim, descartamos esta primeira hipótese e concluímos que o equipamento pode ser utilizado para outro meio de TV paga.

Aparentemente, ele deve ser uma plataforma física para reunir o serviço de streaming Globoplay, assim como os canais fechados e abertos que fazem parte do grupo Globosat. É provável que a empresa queira oferecer todos os seus serviços em um único combo, um concorrente direto para o Claro Box TV, por exemplo.

Inclusive, a informação de que realmente se trata de um serviço de “IPTV físico” vem do portal InsiraFicha que também revelou o produto da Claro antes da empresa confirmar sua existência.

O que a Globo diz?

Questionada pelo Digme, a Globo nos enviou o seguinte comunicado:

A informação não procede. O desenvolvimento de equipamentos receptores é feito por empresas especializadas, que também são responsáveis pelo registro e homologação dos mesmos junto à Anatel. Neste caso, o fabricante utilizou a globo.com apenas como exemplo no guia de instalação de seu equipamento em documentação entregue ao órgão competente. A Globo não é responsável por nenhuma etapa deste processo. O referido decoder não será fabricado nem comercializado pela Globo.

Fonte: InsiraFicha, com informações da Anatel e Rede Globo

você pode gostar também