DIG|ME

Alibaba, Baidu, Mais Gigantes da Tecnologia multados pela China por não relatarem 43 acordos antigos

Os acordos, no entanto, não tinham o efeito de eliminar ou restringir a concorrência, disse o regulador.

As empresas envolvidas nos casos seriam multadas em 500.000 CNY

O regulador de mercado da China disse no sábado que estava multando empresas como Alibaba, Baidu e JD.com por não declarar 43 acordos que datam de 2012 às autoridades, dizendo que violavam a legislação antimonopólio.

As empresas envolvidas nos casos seriam multadas em CNY 500.000 cada uma, disse, o máximo sob a Lei Antimonopólio da China de 2008.

Alibaba, Baidu, JD.com, e Geely não responderam imediatamente a pedidos de comentário.

A China vem reforçando seu controle sobre as plataformas de internet, invertendo uma abordagem outrora laissez-faire e citando o risco de abusar do poder de mercado para sufocar a concorrência, o uso indevido dos dados dos consumidores e a violação dos direitos dos consumidores.

O acordo mais antigo listado foi uma aquisição em 2012 envolvendo a Baidu e um parceiro, e o mais recente foi o acordo de 2021 entre a Baidu e a montadora chinesa Zhejiang Geely Holdings para criar uma empresa de veículos de nova energia.

Outros negócios citados pela Administração Estadual de Supervisão de Mercado incluíram a aquisição em 2014 da empresa chinesa de mapeamento digital e navegação AutoNavi e sua compra em 2018 de uma participação de 44% na Ele.me para se tornar o maior acionista do serviço de entrega de alimentos.

Os acordos, no entanto, não tinham o efeito de eliminar ou restringir a concorrência, disse o regulador.

Em dezembro do ano passado, multou a Alibaba, a China Literature, apoiada pela Tencent, e a Shenzhen Hive Box CNY 500.000 cada por não relatarem acordos passados adequadamente para revisões antitruste, a primeira vez que o fez.

Sair da versão mobile