80% das empresas sofreram ataques cibernéticos por causa de vulnerabilidades do trabalho remoto

54

Durante o Security Connect 2021, a VMware divulgou os resultados da quarta edição do Global Security Insights Report, com base em uma pesquisa online com 3,5 mil CIOs, CTOs e CISOs de todo o mundo em dezembro de 2020. O relatório mostra que quase 80% das companhias pesquisadas sofreram ataques cibernéticos devido ao fato de que mais funcionários estão trabalhando em casa, destacando as vulnerabilidades em tecnologias e posturas de segurança legadas.

A transformação digital acelerada fez com que as equipes de segurança enfrentassem ameaças em evolução, à medida que os cibercriminosos aproveitavam a oportunidade para executar ataques direcionados, explorando a inovação acelerada e a força de trabalho em qualquer lugar. As principais descobertas incluem:

81% dos entrevistados sofreram uma violação nos últimos doze meses, com quatro de cinco violações (82%) consideradas materiais. Ainda assim, os profissionais de segurança subestimaram a probabilidade de uma violação material. Apenas 56% dizem temer uma violação material no próximo ano, e pouco mais de um terço (41%) atualizou sua política de segurança e abordagem para mitigar o risco.

Publicações Relacionadas

76% dos entrevistados disseram que o volume de ataques aumentou – com a maioria apontando como causa os funcionários que trabalham em casa – e 79% disseram que os ataques se tornaram mais sofisticados. Ataques baseados em nuvem foram o tipo mais frequentemente experimentado no ano passado, enquanto as principais causas de violação foram aplicações de terceiros (14%) e ransomware (14%).

98% dos entrevistados já usam ou planejam usar uma estratégia de segurança em nuvem, mas a mudança para a cloud expandiu a superfície de ameaça. Quase dois terços (61%) concordam que precisam ver a segurança de forma diferente agora que a superfície de ataque se expandiu. Menos da metade (43%) dos entrevistados disseram que planejam construir mais segurança em sua infraestrutura e aplicações e reduzir o número de soluções pontuais.

63% concordam que precisam de melhor visibilidade sobre os dados e aplicações para prevenir ataques, enquanto 60% deles compartilharam que sua equipe de liderança sênior se sente cada vez mais preocupada em trazer novas aplicações ao mercado devido à crescente ameaça e dano de ataques cibernéticos.
56% afirmam que as preocupações com a segurança os impedem de adotar inteligência artificial e machine learning.

A VMware encomendou uma pesquisa realizada pela organização de pesquisa independente Opinion Matters em dezembro de 2020. Os 3.542 CIOs, CTOs e CISOs entrevistados atuam em empresas de variados setores, incluindo: financeiro, saúde, governo e autoridades locais, varejo, manufatura e engenharia, alimentos e bebidas, utilitários, serviços profissionais e mídia e entretenimento. A é pesquisa global e atende 14 países e regiões, incluindo: Austrália, Canadá, Arábia Saudita Arábia, Oriente Médio, Reino Unido, França, Alemanha, Espanha, Holanda, Países Nórdicos, Itália, Japão, Cingapura e Estados Unidos.

você pode gostar também