7 atributos que todo líder de TI deve ter

Liderança tem pouco a ver com o título ou antiguidade; é um atributo que é ganho ao longo do tempo através do estudo, prática e comprometimento. Está preparado para se tornar um verdadeiro líder?

Tornar-se um verdadeiro líder de TI – alguém que inspira equipes a atingir consistentemente novos patamares – requer habilidades que só podem ser adquiridas ao longo do tempo através do trabalho duro e um compromisso de sucesso.

Líderes transformacionais são tipicamente descritos como animados, apaixonados, envolventes e energéticos. Esses indivíduos não estão focados apenas em ajudar as equipes a alcançar seus objetivos planejados; eles também trabalham duro para ajudar os membros da equipe a atingir todo o seu potencial.

Tornar-se um líder respeitado e valorizado não é fácil, mas é um objetivo ao alcance de qualquer um que esteja disposto a se comprometer com a tarefa. Aqui estão sete atributos fundamentais que todo líder de TI precisa possuir — e como adquiri-los.

1. Agilidade

Os líderes rapidamente reconhecem e atuam em tendências emergentes de negócios e tecnologia. Da mesma forma, quando um obstáculo aparece, eles têm a determinação e velocidade para mudar rapidamente as marchas e modificar sua abordagem. A pandemia COVID-19, por exemplo, forçou os líderes de TI a fazer mudanças rápidas para manter suas empresas operacionais e competitivas, incluindo a implantação de várias novas ferramentas e tecnologias. “Os líderes de TI devem ser ágeis em responder a [uma] nova maneira de trabalhar”, diz Tim Bridges, vice-presidente executivo da empresa de consultoria empresarial Capgemini. “[Eles] devem ter a capacidade de fazer escolhas rápidas para posicionar suas equipes e organizações para o sucesso.”

Adquirir agilidade requer tempo e experiência. “Um líder deve acreditar que não é a pessoa mais inteligente da sala e, portanto, procurar aprender e mudar a si mesmo”, aconselha Bridges. “Além disso, aqueles que sofreram grandes mudanças no passado estarão mais confortáveis em passar por isso mais uma vez e provavelmente estarão mais dispostos a avançar com um grande projeto.”

Bridges observa que, devido aos desafios apresentados pelo COVID-19, muitos líderes de TI estão agora a caminho de adquirir agilidade. “Daqui a alguns anos, esses mesmos líderes de TI estarão muito mais preparados para um pivô rápido ou para navegar em um cenário tecnológico em constante evolução”, diz ele.

2. Visão

Uma forte visão das contribuições e objetivos de TI tem sido reconhecida há muito tempo como um atributo central de liderança de TI. “Os líderes de TI precisam vender a visão de um futuro — um futuro mais rápido, melhor e conectado focado no uso da tecnologia”, afirma Chris Bedi, CIO da desenvolvedora de software de plataforma em nuvem ServiceNow. À medida que enfrentam desafios de transformação digital, os líderes de TI devem ser capazes de comunicar mudanças efetivamente em toda a organização.

“Como CIO, gosto de me ver como diretor de comunicação para transformação digital”, diz ele. “Cada parte do negócio será impactada pela transformação digital, e os líderes de TI precisam se comunicar com funcionários de todos os departamentos sobre o que isso significa para o seu trabalho.”

Infelizmente, mesmo as perspectivas mais claras e o plano mais bem definido podem ser interrompidos por forças e eventos internos e externos. “Fatores organizacionais, como mudar as prioridades das empresas, exigem recalibração contínua à medida que os modelos de negócios evoluem”, explica Paul Rohmeyer, professor associado do Instituto Stevens de Tecnologia e diretor do programa de Mestrado em Sistemas de Informação da escola. Enquanto isso, os drivers externos, incluindo a mudança das condições econômicas ou de mercado, ou crises como o COVID-19, podem aparecer de repente. “Tais eventos exigem que os líderes de TI reconheçam e respondam rapidamente, a fim de permitir e motivar as equipes de TI a continuar a execução.”

Também é importante lembrar que os líderes de TI não são contribuintes individuais de projetos ou tarefas. “Seu trabalho é articular uma visão e, em seguida, fornecer orientação, ferramentas, recursos, treinamento, coaching, mentoria e feedback para ajudar suas equipes a implementar essa visão, diz Kelby Zorgdrager, CEO da empresa de treinamento de TI DevelopIntelligence.

3. Empatia

Um líder de TI deve respeitar e simpatizar com funcionários, colegas e, acima de tudo, clientes. “Um tecnólogo que [tem] empatia pelo cliente e teve tempo para entender o que o cliente precisa e quer, cria soluções que realmente resolvem seus problemas”, diz Rohan Amin, CIO, consumidor e banco comunitário, no JPMorgan Chase.

Ser capaz de oferecer uma grande experiência de TI às partes interessadas requer uma visão de equilíbrio contra tecnologia e recursos, afirma Sharon Mandell, vice-presidente sênior e CIO da Juniper Networks. “Sente-se com seus usuários e clientes e veja como eles fazem seu trabalho”, aconselha. Interaja com seus parceiros e tente aprender o máximo possível sobre seus produtos e processos. “Entenda sua experiência com a tecnologia e pergunte a si mesmo: ‘O que posso fazer para torná-la melhor?'”

Nutrir respeito e empatia cria uma mente aberta que está pronta para abraçar novas perspectivas e apagar preconceitos irracionais. “Sua empresa e clientes se beneficiarão diretamente das inovações que suas equipes criam se você promover um ambiente onde diversas pessoas e perspectivas possam florescer”, diz Amin. “No final do dia, seus produtos precisam ser construídos por pessoas que são semelhantes à sua base de clientes, se você quiser que ele seja acessível a eles.”

4. Firmeza

Mesmo durante períodos de instabilidade, incerteza ou crise, um líder de TI deve estar inabalável, preparado para continuar perseguindo sua visão, apesar das distrações e da diminuição dos recursos. Os líderes de TI que perdem a calma durante os maus momentos provavelmente perderão tempo, tomarão decisões ruins e perderão o respeito.

“A decisão em condições de crise é desenvolvida pela preparação individual e organizacional, bem como uma consciência contínua das condições muitas vezes em rápida mudança”, explica Rohmeyer. “Isso só pode acontecer em um ambiente baseado em uma cultura de estreita cooperação entre tecnologia e líderes empresariais.” Ele acrescenta que um líder capaz estabelece estreitas parcerias internas muito antes de uma greve de emergência.

5. Autenticidade

A autenticidade vem da construção constante da confiança com funcionários, gestão, clientes e parceiros de negócios. Indivíduos autênticos possuem uma aura única. “Todos nós tendemos a gravitar em direção a pessoas que são autenticamente elas mesmas”, observa Jay Upchurch, CIO do provedor de software de análise SAS.

Autenticidade não é algo que pode ser rapidamente cultivado. “É natural em todos nós, mas lutamos para deixá-lo sair”, observa Upchurch. Vale a pena o esforço, no entanto, uma vez que um líder autêntico acha mais fácil construir confiança com os colegas. “Com confiança, diversidade, inclusividade e coragem surgem plena liberdade de pensamento, expressão e inovação”, diz ele.

A autenticidade começa com a autoconsciente. “Pense em seus próprios valores pessoais e por que você considera esses valores verdadeiros”, aconselha Upchurch. Em seguida, convoque a coragem de ser autêntico e compartilhar pensamentos e emoções com os outros através de comportamento consistente e comunicação transparente. “Se você é autêntico, aqueles ao seu redor vão retribuir”, diz ele. “Quando isso acontece, o volante de reforço começa a girar, dando a todos a confiança para serem autênticos.”

6. Acessibilidade

Um líder deve se comprometer a construir relações próximas e mutuamente benéficas com colegas dentro e fora da empresa. “Quanto mais um líder de TI entender a linha de negócios e desafios de seus parceiros de negócios, melhor será posicionado para oferecer soluções e levar o negócio adiante”, diz Rob Byron, vice-presidente da Keystone Partners, uma empresa de consultoria de gestão de carreira e desenvolvimento de liderança.

A acessibilidade estimula a inovação e os objetivos compartilhados. “Os líderes de TI bem-sucedidos precisam … relacionamentos e habilidades de parceria para entender o negócio e os desafios que enfrenta para ajudar efetivamente a inovar e transformar o negócio, especialmente durante a pandemia global COVID-19”, afirma Byron. O estabelecimento de grupos de trabalho colaborativos de TI empresarial ajudará as equipes de TI a promover uma atitude orientada para empresas, ao mesmo tempo em que incentiva os colegas de negócios a integrar uma mentalidade tecnológica no planejamento de negócios.

7. Curiosidade

Muitos chefes de TI superanalisam ou complicam desnecessariamente as decisões ao não se perguntarem uma pergunta simples e básica — por que essa ação é necessária? “É sempre importante entender a situação, as oportunidades, nosso povo, sua motivação e ficar curioso”, diz Tracy Ring, líder de análise de ecossistemas e alianças/IA da empresa de serviços profissionais Deloitte.

A chave para estimular a curiosidade é evitar a montagem de uma equipe composta por indivíduos com mentes semelhantes. “A diversidade é um passo crítico para fazer diferentes perguntas, considerando diferentes pontos de vista e revelando ideias e oportunidades que não consideraríamos por conta própria”, observa Ring. “Sem [curiosidade], estamos simplesmente parados em nossos próprios silos com pouca evolução para empurrar nossos clientes e nosso trabalho em uma nova direção.”

A melhor maneira de ficar curioso, diz Ring, é começar todos os dias com a compreensão de que haverá algo novo para aprender. “A curiosidade impulsiona a autenticidade, relacionamentos mais profundos e a confiança que fala volumes em nosso trabalho”, conclui.